terça-feira, 28 de abril de 2009

E falando tudo...

O amor-amor é todo igual. Uniforme. Sem graça para quem desvive e uma vida para quem vive. É todo amor, sem graça sem sal nem açúcar.
E para quem quer um relacionamento quente, que bote pimenta em um relacionamento cafajeste, amor-sexo não é amor-amor. é uma paixão 2.0 pois mesmo vendo os grandes defeitos do outro, nu, você ainda consegue olhar para ele e desejá-lo, e ignorar os defeitos do outro pois está consciente dos seus, está ciente da cumplicidade do momento amor-sexo(paixão).
E que pra nada serve o texto, para quem não tem curiosidade, e para nada serve o texto àquele que nunca teve a oportunidade de sentir uma paixão passageira, ingrata, que rasga-te e encanta e não deixa-nos abrir os olhos, até que, como tudo na vida, do nada se acaba. E como tudo no mundo, não termina no fim, termina em uma transformação, seja esta um amor, seja esta uma paixão, seja esta uma certeza de alguns dias vagando sozinho pelo mundo, ou tristeza para aqueles esperançosos. Não crie expectativas, nada no mundo é calculável, a não ser o que o ser humano cria, para tentar se mostrar dono do mundo àqueles que não se importam com dinheiro, vivem sua vida de maneira desmaneirada, sabe, não sabem. Não há moda, nem tendência nem regra. Não há carpe diem, lazy town. Não há leis e não é Anarquia. Deixem os humanos continuarem mandando em seu mundo imaginário, onde tentam calcular uma vida, como uma constante qualquer, que não muda, não transforma. E deixe que este ser, egoísta, sofra até perceber que uma vida não se calcula, se observa, se aprecia, e se vive, assim como um amor-amor ou um amor-paixão.. ou daqueles que tem uma paixonite....



--
Não falei nada.
Estou em dúvida se mantenho este texto no meu perfil do orkut, sinto-me inclinada a colocar "You Shook me all night long"
(...)
É, eu escrevi este texto "do nada" simplesmente fui vomitando o conteúdo no PC. Acho que está confuso, espero que eu esteja enganada.

Um comentário:

Mari Borges disse...

Adorei seu texto.
Tem uma frase que eu gosto "Não há como amar sem sofrer"

bjs
eclipseandechoes.blogspot.com